terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

# Caravela ou Caravelão do século XV

As caravelas são por definição embarcações pequenas , não ultrapassando 300 tonéis, de casco com baixo calado, aparelhadas exclusivamente com velas latinas bastardas em números de 1à 3, próprias para navegação em bolina. Eram basicamente embarcações de exploração devido a sua versatilidade e o  menor riscos de encalhe em comparação com as naus. Eram também usadas como embarcações postais pela sua ligeireza e capacidade de navegação de bolina sendo apelidadas por isso de "mexeriqueiras".
  Elas foram inventadas pelos portugueses em meados do século XV. Eles adaptaram os dhows árabes de origem mediterrânea, modificando suas características estruturais,  tornando-os mais robustos para enfrentarem  mares mais "grossos" como o Atlântico e o Índico.
         Além de Portugal outros  países também fizeram bom uso dessas embarcações. A Espanha foi um desses países e as caravelas Niña e Pinta da expedição de Cristóvão Colombo são os exemplos mais celebrados dessas embarcações nos nossos dias. Nas explorações das costas e rios das Américas elas foram junto com os bergantins uma ferramente fundamental, onde se destaca a figura do explorador genovês Sebastião Caboto que, a serviço da Espanha, soube fazer muito bom uso delas.













Nenhum comentário:

Postar um comentário