quinta-feira, 13 de setembro de 2012

#Nau Santa Catarina do Monte Sinai

No início do século XV  Portugal inicia a sua grande aventura marítima, tendo como patrono o Infante D. Henrique . Com a exploração de toda costa africana e a descoberta do caminho das Índias, em 1498 teve início um dos períodos mais próspero para a economia portuguesa, projetando de forma incisiva Portugal no cenário político econômico europeu daquela época.  Neste período observa-se uma revolução nas tecnologias de construção naval e nas artes da navegação.  Partindo de naus de pouco mais de 300 tonéis no início do século XVI, uma década depois já se observava naus de mais de 1000 tonéis que supririam a grande demanda européia  pelos produtos vindos do oriente. Esta nova rota comercial despertou a cobiça de outras nações marítimas, o que levou Portugal a armar suas naus fortemente, bem como a desenvolver uma marinha de guerra. Uma dessas naus de guerra , a Santa Catarina do Monte Sinai de 800 tonéis, 38 metros de comprimento e 13 metros de boca, foi um dos maiores e mais poderosos navios do seu tempo. Foi construída nos estaleiros de Cochim, na Índia, em 1512. Estava armada com mais de 100 peças de artilharia, algo de quase inédito nesses tempos. A "Santa Catarina do Monte Sinai" manteve-se sem interrupção na carreira das Índias até 1520. No ano de 1521, quando da sua viagem a Lisboa, foi enviada a Itália como capitânea da armada que D. Manuel I para conduzir ,em grande pompa, sua filha D. Beatriz ao encontro de Carlos III, Duque de Sabóia, com quem contrairia matrimônio. Em 1524 a "Santa Catarina do Monte Sinai" voltou ao Oriente como navio principal da frota que acompanhou D. Vasco da Gama, novo vice-rei da Índia. Um dos grandes feitos militares desta nau está ligado à destruição de Mombaça, quando na qualidade de nau-capitânia da esquadra de D. Nuno da Cunha, e ali fez a demonstração do seu inigualável poder de fogo.
Na alvorada de 25 de fevereiro de 1603, 3 navios holandeses sob o comando do almirante Jakob Van Heemskerk avistaram uma nau portuguesa de nome Santa Catarina, ancorada na costa leste de Singapura. Depois de algumas horas de combate os holandeses dominaram a tripulação. O navio foi oficialmente confiscado em Amsterdam a 4 de setembro de 1604. O saque deste navio mercante foi de tal maneira grande que a venda posterior arrecadou o dobro do capital da própria Companhia das Índias. Mas há controvérsias se esta seria a mesma NSCMS de 1512.
http://www.youtube.com/watch?v=xe-GzfpsBNE
video





Imagens da construção de um modelo de minha autoria na escala de 1:48.















 






































































                                      







































Um comentário: